Maximizadores da Fé

Pode-se considerar que a metodologia do Satanismo é o estudo dos métodos que explora à natureza humana, que engloba os princípios subentendidos ao raciocínio humano. Considera-se que o objetivo central da teoria satânica em geral é o da racionalidade e realização.



Satanismo explora o emprego da racionalidade para facilitar a vida humana em diferentes fins (lazer, segurança, saúde, sucesso, etc.) para que o Satanista viva uma vida de satisfação, gozo e prazeres duradouros. O Satanismo também influencia os Satanistas que buscam felicidade duradoura à obter o máximo de benefício com a menor quantidade de recursos possíveis e é neste conceito de Satanismo que pode-se identificar o chamado homem racional, pois é racional o Satanista que visa obter o máximo de benefícios por meio de cada ação explorada na busca pelo desenvolvimento pessoal e intelectual.


Entretanto, é necessário afirmar que, nenhum Satanista age racionalmente o tempo todo. Por vezes, tomamos atitudes guiados por impulsos, sem avaliar as consequências de nossos atos. Às vezes, agimos simplesmente por hábito, por costumes socialmente aprendidos, e normalmente, ainda que procuramos ser racionais, não estamos livres das influências culturais e de nossos impulsos. Cabe dizer que não agimos, naturalmente, como puros Satanistas maximizadores, um homem racional.


O Satanista racional deve ser considerado alguém a ser construído, e não como um representante real da perfeição humana, pois estamos em constante evolução e desenvolvimento. Por ser considerado uma ciência que busca a evolução da espécie humana e social, o Satanismo não pode ser visto como uma filosofia teísta, porque trata-se não de escravizar ou se tornar servo de um deus fictício, mas sim de divinizar a espécie humana tornando todos os indivíduos iguais, mesmo exercendo papeis diferente na sociedade.


Os Satanistas buscam extrair de si mesmos, paixões, preferências, gostos, valores

comportamentais condicionados culturalmente, respeitando as diferenças entre cor, opção sexual, leis do País onde reside, etc.


Os Satanistas racionais podem ser pobres, ricos, empresários, trabalhadores, camponeses, banqueiros entre outros. É considerando tais diferenças de condições e interesses que os Satanistas podem criar situações onde se utilizam dos recursos que dispõem para alcançar o máximo de benefícios através dos seus esforços e dedicação. Um Satanista pode encontrar gozo e felicidade em um simples passeio com a família, enquanto outros podem encontrar satisfação ao ir em um estádio de futebol para ver seu time de coração jogar, portanto, não importa a classe social em que cada satanista vive, o que realmente importa é que cada indivíduo seja racional e explore o máximo dos recursos a sua volta para proporcionar alegria para si e para as pessoas a sua volta.


Por fim, a partir da observação acima, posso definir o Satanismo Moderno como metodologia que busca fornecer capacidade racional ao indivíduo, para que o mesmo possa desfrutar o máximo de todos os prazeres materiais, tornando-se livres, iluminados e responsáveis únicos pelo seu destino.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo